SukahTimes

terça-feira, agosto 30, 2005

tell me that it's true! i can't belive it!!


from bbc weather centre:
Hot and dry with plenty of sunshine....

alguem vai dar o baza no trabalho amanha....hehehehehe

Estou feliz....

Sinto-me bem!!!!! UPIIIIIIIII!
Sabem aqueles dias em que se dormiu bem e temos tudo de bom e excitante para fazer!!!! hoje e um desses dias.... Apesar de todas as coisas horriveis que acontecem a nossa volta e de toda a injustica... Ha sempre alturas em que nos sentimos bem e isso nos da forca para andar para a frente e de AMAR MUITO todos aqueles que gostamos e parecem gostar de nos... eu sou assim... Talvez uma mulher que ame demais mas nao tenho vergonha de admitir.... Quem nao gostar so perde!!!
Love
F

sexta-feira, agosto 26, 2005

...'cause sometimes it is just that good




Walking hand in hand down Chelsea harbour
His voice on my ear…
His head resting on my chest…
sometimes i'm just breathless without you

It's up in the morning and on the downs
Little white clouds like gambolling lambs
And I am breathless over you
And the red-breasted robin beats his wings
His throat it trembles when he sings
For he is helpless before you
The happy hooded bluebells bow
And bend their heads all a-down
Heavied by the early morning dew
At the whispering stream, at the bubbling brook
The fishes leap up to take a look
For they are breathless over you
Still your hands
And still your heart
For still your face comes shining through
And all the morning glows anew
Still your mind
Still your soul
For still, the fare of love is true
And I am breathless without you
The wind circles among the trees
And it bangs about the new-made leaves
For it is breathless without you
The fox chases the rabbit round
The rabbit hides beneath the ground
For he is defenceless without you
The sky of daytime dies away
And all the earthly things they stop to play
For we are all breathless without you
I listen to my juddering bones
The blood in my veins and the wind in my lungs
And I am breathless without you
Still your hands
And still your heart
For still your face comes shining through
And all the morning glows anew
Still your soul
Still your mind
Still, the fire of love is true
And I am breathless without you

quarta-feira, agosto 24, 2005

life is wonderful

The magic of life is always present in our lives but most of the time it's on our peripheral vision and we don't acknowledge her presence. Yesterday I saw it just in front of me... and my life is full of joy

segunda-feira, agosto 22, 2005

ainda falando de pontes...


Ainda nao percebi muito bem porque e que o assunto "pontes" tem tido um destaque tao grande no nosso blog....Mas ja que o sentido figurativo de "Pontes" ja foi vastamente aqui explorado, achei por bem falar do pouco que sei das "Pontes" da minha cidade. Sim, poque quem gosta de pontes, tem que passar pelo Porto.
A primeira ligacao do Porto a outra margem foi feita pela Ponte das Barcas no inicio do sec XIX. Infelizmente so durou tres anos. A ponte colapsou enquanto a populacao fugia das tropas de Napoleao causando a morte a mais de quatro mil pessoas. (Claro que o Porto continuou invicto ate hoje, e nem o exercito imperial do Napoleao conseguiu conquistar a cidade, alias a cidade nunca mais foi conquistada desde o imperio romano. Voltemos as pontes! ) A Ponte das Barcas foi depois substituida pela Ponte D.Maria II, nome pela qual nunca foi conhecida. A denonimacao adoptada foi Ponte Pensil. Desta ponte so restam na margem do Porto,dois oblisquos que suportavam os cabos da plataforma. Posteriormente foi contruida no mesmo lugar a ponte D.Luis I que ainda hoje se mantem em funcionamento e que esta a ser reforcada para suportar a linha de metro que ira ligar o centro do Porto ao centro da cidade de Gaia. A contrucao desta ponte foi assinada pelo Eng. Teofilo Seyrig, que foi, em conjunto com Gusatavo Eiffel, co-autor da Ponte D.Maria Pia. A Ponte D.Maria Pia foi umas das primeiras grandes obras de Eiffel que ficou mais tarde conehcido na historia como o autor de Torre Eiffel (convem nao esquecer que nos fomos visionarios e apostamos no talento dele primeiro!). Esta ponte ferroviaria esteve em funcionameto ate ha bem pouco tempo, sendo substituida pela Ponte S. Joao da autoria de Edgar Cardoso, que tambem foi o responsavel pela construcao da Ponte da Arrabida nos anos 60. A Ponte da Arrabida foi durante algum tempo a detentora do recorde de pontes em arco de betao armado (este povo empreendedor do Norte deixa-me tao orgulhosa!). No inicio deste seculo a paixao dos portuenses pela contrucao de pontes nao esmoreceu e mais duas pontes foram inauguradas, a Ponte do Freixo e a Ponte Infante D.Henrique.


domingo, agosto 21, 2005

A Kew


A Kew e uma planta carnivora que foi gentilmente retirada pelo Ze dos Kew Gardens, em Londres, no passado dia 16 de Agosto. Por um pequeno descuido, foi esquecida pelo seu dono em Cranley Place onde esta agora a receber os maiores cuidados. Informa-se assim o Ze que a Kew se encontra de boa saude apenas apresentando ,por motivos desconhecidos, alguns dos seus sacos pretos (murchos). Estao-se a fazer os maiores esforcos para que a kew seja devolvida o mais breve possivel ao seu dono em Guimaraes onde crescera com a luz, a agua e os insectos portuguesas.
Kew em South Kensingtos, London, 21/08/05

sábado, agosto 20, 2005

Pontes.....


Pois e amiga...estamos sempre a atravessar pontes...Em Lisboa, em Londres, etc...Vou ter muitas saudades tuas mas tenho a certeza que vai correr tudo bem. E as pontes estao sempre ca para vires sempre ter connosco....Muitos beijinhos

A minha decisao!!!


Amigos , conhecidos e outros

Tomei uma decisao! Vou voltar para Portugal. Vai ser dificil, eu sei mas tenho vontade de voltar ....Sinto que a minha missao esta feita por aqui, uma nova fase vai comecar....Estou cheia de medo mas tambem muito excitada!!!!!Vai ser um comeco de novo e um salto outra vez para o escuro!!! E sei que vou andar a lutar contra moinhos de vento em todos os aspectos depois de 5 anos em Terras Britanicas!!!!! Mas quem me conheco sabe que gosto de desafios e de estar perto da minha familia e dos amigos!!!!!Espero que possa contar com o apoio de todos!!!! Vou deixar ca muitos amigos e muitas recordacoes, tenho certeza que vou ter muitas saudades!!! A vida e feita de crossroads e nos temos de arriscar e fazer o que o nosso coracao manda para nos sentirmos felizes!!! A nossa passagem por este Mundo e tao curta.....
Aqui vai uma foto da minha Lisboa amada e desjada!!!
Love
F

sexta-feira, agosto 19, 2005

hj acordei e pensei em....

Eugenio de Andrade

recordar eugenio de andrade e viajar no tempo. nao so pelo tematica dos seus poemas,marcada pela sua infancia beira, pela sua ligacao a terra e as coisas simples da vida, mas tambem pelo seu universo romantico que me marcou profundamente durante a adolescencia. e aqui fica "adeus" porque nunca ha uma maneira facil de dize lo...mas eugenio consegue faze lo com uma honestidade e verdade que sempre me emocionaram. Se um dia tiverem q me dizer adeus ao menos que o facam como o eugenio.
Adeus

Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro;
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.

Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.

Adeus.

quinta-feira, agosto 18, 2005

one week to....

NICK CAVE

the ship song

The Kiss...


The Kiss, Rodin, 1901-4
Tate modern, London

Porque ha sempre beijos "proibidos"...
porque ha sempre beijos especiais...
e porque gosto muito desta estatua.

Beijinhos



segunda-feira, agosto 15, 2005

bush no seu melhor...pior....whatever!

chegou-me por mail e tinha q colocar aqui este link fnatstico:



http://www.thewebshite.net/blogpages/george_bush_spindoctor.htm

Há Metafísica Bastante Em Não Pensar Em Nada


Há metafísica bastante em não pensar em nada.

O que penso eu do mundo?
Sei lá o que penso do mundo!
Se eu adoecesse pensaria nisso.

Que ideia tenho eu das cousas?
Que opinião tenho sobre as causas e os efeitos?
Que tenho eu meditado sobre Deus e a alma
E sobre a criação do Mundo?
Não sei. Para mim pensar nisso é fechar os olhos
E não pensar. É correr as cortinas
Da minha janela (mas ela não tem cortinas).

O mistério das cousas? Sei lá o que é mistério!
O único mistério é haver quem pense no mistério.
Quem está ao sol e fecha os olhos,
Começa a não saber o que é o sol
E a pensar muitas cousas cheias de calor.
Mas abre os olhos e vê o sol,
E já não pode pensar em nada,
Porque a luz do sol vale mais que os pensamentos
De todos os filósofos e de todos os poetas.
A luz do sol não sabe o que faz
E por isso não erra e é comum e boa.

Metafísica? Que metafísica têm aquelas árvores?
A de serem verdes e copadas e de terem ramos
E a de dar fruto na sua hora, o que não nos faz pensar,
A nós, que não sabemos dar por elas.
Mas que melhor metafísica que a delas,
Que é a de não saber para que vivem
Nem saber que o não sabem?

«Constituição íntima das cousas»...
«Sentido íntimo do Universo»...
Tudo isto é falso, tudo isto não quer dizer nada.
É incrível que se possa pensar em cousas dessas.
É como pensar em razões e fins
Quando o começo da manhã está raiando, e pelos lados das árvores
Um vago ouro lustroso vai perdendo a escuridão.

Pensar no sentido íntimo das cousas
É acrescentado, como pensar na saúde
Ou levar um copo à água das fontes.
O único sentido íntimo das cousas
É elas não terem sentido íntimo nenhum.

Não acredito em Deus porque nunca o vi.
Se ele quisesse que eu acreditasse nele,
Sem dúvida que viria falar comigo
E entraria pela minha porta dentro
Dizendo-me, Aqui estou!

(Isto é talvez ridículo aos ouvidos
De quem, por não saber o que é olhar para as cousas,
Não compreende quem fala delas
Com o modo de falar que reparar para elas ensina.)

Mas se Deus é as flores e as árvores
E os montes e sol e o luar,
Então acredito nele,
Então acredito nele a toda a hora,
E a minha vida é toda uma oração e uma missa,
E uma comunhão com os olhos e pelos ouvidos.

Mas se Deus é as árvores e as flores
E os montes e o luar e o sol,
Para que lhe chamo eu Deus?
Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar;
Porque, se ele se fez, para eu o ver,
Sol e luar e flores e árvores e montes,
Se ele me aparece como sendo árvores e montes
E luar e sol e flores,
É que ele quer que eu o conheça
Como árvores e montes e flores e luar e sol.

E por isso eu obedeço-lhe,
(Que mais sei eu de Deus que Deus de si próprio?),
Obedeço-lhe a viver, espontaneamente,
Como quem abre os olhos e vê,
E chamo-lhe luar e sol e flores e árvores e montes,
E amo-o sem pensar nele,
E penso-o vendo e ouvindo,
E ando com ele a toda a hora.

O Guardador De Rebanhos
Alberto Caeiro

sexta-feira, agosto 12, 2005

yuppi!!!



Congratulations! You are Gabrielle Solis, the ex-model with everything she's every wanted a rich husband, a big house and John, the 17-year-old gardener.


Which Desperate Housewife are you?

clica aqui para saberes!

quinta-feira, agosto 11, 2005

Nem tudo comeca com um beijo


As ferias terminaram… Agora e tempo de voltar ao trabalho, deitar e acordar cedo. Realmente a parte pior e mesmo essa: deitar e acordar cedo…. Quando regresso de ferias fico sempre com os horarios trocados. Vou para a caminha dormir e depois fico a olhar para o tecto a espera que o soninho chegue, a ver as horas a passar, a contar o tempo que tenho para dormir antes que o despertador acorde. E ontem nao foi excepcao, mas no lugar de dar voltas e voltas na cama peguei numa das minhas novas aquisicoes literarias “ Nem tudo comeca com um beijo” de Jorge Araujo e Pedro Sousa Pereira. Nao posso dizer que foi “remedio santo” para a insonia, antes pelo contrario. Nao larguei o livro enquanto nao o terminei de ler. Nao e nehuma obra prima de literatura, mas a historia simples e a mensagem que nos leva a pensar no mundo que esta para alem da historia, prendeu me durante as horas da madrugada. A historia principal e retrata um amor platonico entre Fio Maravilha e a Nuvem Maravilha, um daqueles amores que todos nos vivemos durante o despertar da adolescencia, doce, simples, belo, sem dramas, sem esquemas, sem medos e contudo impossivel. Depois temos um universo rico de personagens que nos sao familiar de qualquer maneira, todos nos conhecemos um Armando Pantera, um Amante da Rosa, um Domingo, um Bisnaga, um Molecula… Tambem conhecemos as personagens femininas do livro como a Gelatina e Nuvem Maria, mulheres fortes que lutam por se libertarem do mundo pequeno que as rodeia, como diz Pedro Ayres de Magalhaes, que escreve o posfacio do livro, “mulheres corajosas, as vezes mais homens que os homens” … e sao estas as personagens as responsaveis por hoje ter me literalmente arrastado para o trabalho, cheia de sono mas muito satisfeita por ter encontrado um bom livro.

terça-feira, agosto 09, 2005

Su Doku again.....Cultura japonesa a invadir os aeroportos























É realmente um vício....faz concorrêmcia ao Sushi...imaginem comer sushi a fazer So Doku. Experimentem. Ao contrário das palavras cruzadas, em que para além das letras, são precisas as palavras, e para além das palavras temos também que saber isto e aquilo..... com o So Doku, imaginem, basta saber contar até 9 . Depois a confusão que se pode fazer entre o 1 e o 9 nos quadrados fáceis, menos fáceis, difíceis e muito difíceis é outra história... Enfim...até ficar farta...
Beijinhos

segunda-feira, agosto 08, 2005

Mais um por do sol...


Visto na outra ponta do pais....Beijinhos

domingo, agosto 07, 2005

eu gosto e do verao



Por do sol em Caminha


ouvir aqui

segunda-feira, agosto 01, 2005

adoptamos um cachorrinho

Normalmente no verao, certas pessoas abondonam os seus animaisinhos para poderem ir de ferias. Nos aqui no blog, decidimos dar o exemplo e adoptamos o SUKA, o nosso novo cachorrinho. Nao e lindo??

Ola e mais um dia

Estou com uma sensacao de tarefa terminada e de vazio interno que nao sei descrever. Os meus niveis energeticos estao muito em baixo psicologicamente e fisicamente. Por um lado sinto-me bem num dia mas no dia seguinte volto ao cansaco!!!! Tenho de tomar vitaminas e restabelecer.....Estou cansada mas ao mesmo tempo estou feliz um MUndo inteiro para descobrir esta a minha espera. Muita luta pela frente como sempre foi e sempre sera. O que interessa estarmos rodeados de amor e amizade daqueles que gostam mesmo de nos mesmo que eles estejam a muitos km de distancia.
Love
F